Paisagens noturnas: ficção, lenda e história nas narrativas sertanejas de Coelho Neto (Luciana Murari)

3405326726_ed56dea81b“Este artigo analisa a ficção sertaneja de Coelho Neto, buscando observar a formação das convenções temáticas e estéticas da literatura regionalista brasileira, a partir das imagens noturnas inseridas em sua prosa. O estudo considera que essas se difundem, na obra ficcional do escritor, segundo as perspectivas da descrição paisagística e das narrativas sobrenaturais. Explorando o tema da paisagem, constatamos que o descritivismo é uma dimensão fundamental dos seus textos, sobretudo por definirem sensibilidades em relação à natureza e evocarem a memória sensorial do ambiente físico. As narrativas sobrenaturais incorporam, por sua vez, alguns temas fundamentais de sua literatura rural: a sexualidade, a exploração econômica do território e a miscigenação, temas convertidos em imagens da formação do Brasil a partir da colonização escravista. Concluímos que, mesclando imaginação e história, o escritor criou uma representação original da trajetória da sociedade brasileira ao longo do tempo.”

Leia o ensaio completo

(*)Esse ensaio foi publicado originalmente na Revista Aletria, nº25. Republicamos aqui, com autorização da própria autora, com fins puramente acadêmicos.

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: