O Fantasma e o Duplo (Josalba Fabiana dos Santos)

“Falar em fantasmas sempre parece exigir algumas explicações. Para isso, faço das palavras de Erick Felinto as minhas: ‘Não acredito em fantasmas, por certo, mas tenho firme convicção de sua existência como entidades culturais. E, nessa qualidade, eles contam uma história das mais importantes’ (2008, p. 16). Vivendo-se num país no qual o imaginário relacionado ao sobrenatural é tão presente na cultura oral e reelaborado na literatura, torna-se relevante seu estudo. De forma que buscar algumas definições e estabelecer associações, que ao menos tangeciem o fantasma, parece-nos mais um passo para o entendimento de quem somos nós. Além disso, o fantasma sempre retorna, o que não é gratuito. A constância da presença ou a presença da ausência, para a qual ele remete, significam. Este trabalho pretende buscar um entendimento maior a respeito do fantasma ou, simplesmente, deixar-se buscar por ele.”

Leia o ensaio completo

(*) Esse ensaio foi publicado originalmente no livro As arquiteturas do medo e o insólito ficcional. Republicamos aqui, com autorização da própria autora, com fins puramente acadêmicos.

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Uma resposta para “O Fantasma e o Duplo (Josalba Fabiana dos Santos)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: