Os porcos (Júlia Lopes de Almeida)

Júlia Lopes de Almeida (1862-1934) é um bom exemplo de como o Gótico se faz presente na literatura brasileira. Boa parte da obra da escritora carioca pode ser descrita como o que Anne Williams (Art of Darkness: a poetics of Gothic, 1995) chamaria de Gótico Feminino – uma ficção que explora os medos gerados dentro do âmbito familiar, através da denúncia de segredos domésticos monstruosos.

O conto “Os porcos”, publicado em Ânsia Eterna (1903), narra a história da cabocla Umbelina. Quando aparece grávida do filho do patrão, ela é aterrorizada por seu próprio pai, que ameaça alimentar os porcos com o recém-nascido. O narrador descreve o ódio e o horror experimentado pela jovem, que procura meios de fugir ao destino prometido pelo pai: “matar a fome aos porcos com a carne da sua carne, o sangue do seu sangue”.

Leia aqui o conto “Os porcos”

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Uma resposta para “Os porcos (Júlia Lopes de Almeida)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: