The Monk: um schauerroman inglês (Daniel Serravalle de Sá)

“Este artigo se propõe a analisar a contribuição específica de formas alemãs na consolidação do romance gótico inglês, tomando como estudo de caso The Monk, a Romance (1796), de Matthew Gregory Lewis. O que se pretende discutir são as características que levam à renovação do romance gótico inglês por meio das apropriações que Lewis faz de lendas do folclore alemão, de temas e de situações descritas em obras ligadas à Schauerliteratur. O objetivo é apontar como tais elementos da literatura germânica irão gerar desenvolvimentos teóricos posteriores, mais precisamente: a divisão do romance gótico inglês em uma vertente dita feminina, representada por romancistas como Ann Radcliffe e Mary Shelley, e uma vertente dita masculina, inaugurada por Lewis.”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Uma resposta para “The Monk: um schauerroman inglês (Daniel Serravalle de Sá)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: