Sombras no romance experimental: o decadentismo de Aluísio Azevedo (Marina Sena)

“Ao longo de dezoito anos de carreira, Azevedo escreveu cerca de vinte e cinco narrativas, as quais a historiografia brasileira costuma dividir em categorias como ‘literárias’ e ‘subliterárias’, ou ‘naturalistas’ e ‘românticas’. As obras ‘românticas’ e ‘subliterárias’, em especial A Mortalha de Alzira, escrita já em fins do século XIX, são pouco estudadas pela crítica tradicional e, quando analisadas, costumam ser consideradas de menor valor artístico dentro da produção ficcional do autor. A ideia de que Azevedo violentara suas concepções artísticas ao escrever fora das normas naturalistas, ou produzira apenas por uma necessidade de mercado, é bem aceita pelos estudiosos da área. O objetivo dessa comunicação é, porém, explorar uma segunda hipótese, a de que ele não tenha, de fato, violentado sua própria concepção de arte nem tampouco escrito apenas por necessidade financeira, mas que teria dado vazão, principalmente em fins do século XIX, a um modo de escrita que não era estranho à sua formação como leitor e, além disso, oferecia uma forma adequada à expressão de sua prosa ficcional: a visão de mundo gótica. O presente trabalho tem por finalidade refletir sobre a influência desta visão de mundo na poética de Aluísio Azevedo, apontando como o escritor teria se tornado decadente ao fim de sua carreira como autor naturalista. Para isso, veremos como o autor pensava seus romances na década de 80 e como seu projeto de ficção modificou-se sensivelmente a partir de 1890, estabelecendo relações, nem sempre opostas, entre Gótico e Naturalismo.”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: