Histórias de sangue: o crime e o medo urbano no Brasil (Pedro Sasse)

“Toda produção literária acaba sofrendo, em maior ou menor grau, influência da cultura, do ambiente, das perspectivas de mundo presentes em seu meio. Consequentemente, o medo artístico é também um produto cultural e, como tal, pode revelar muito sobre os temores de um momento ou local específicos. Mesmo que muitas obras, principalmente no horror sobrenatural, acabem, devido ao ambiente insólito, tornando suas referências culturais implícitas e metafóricas, outras tendem não só a explicitar tal influência como utilizá-la justamente para produzir a1_hate_sketch4o medo estético. É o caso das narrativas ‘baseadas em fatos reais’ – os romances históricos, os relatos, os diários, gêneros que se ancoram nessa área difusa para, aproveitando-se de um medo real de seu leitor, afetá-lo através da ficção. No Brasil, um bom exemplo desse tipo de obra são as histórias de crime, obras populares condenadas pela alta crítica, que visavam chocar o leitor ao romancear tais acontecimentos em folhetins e livros baratos cheios de ‘crimes de sangue’. Apesar da recepção negativa da crítica literária hegemônica, tais obras dominavam o mercado editorial. O presente artigo pretende abordar as relações entre o medo real e o medo artístico nesse tipo de obra, analisando para isso, além dessas narrativas, alguns textos de João do Rio, para mostrar como esse gênero acabou afetando até a chamada ‘alta literatura’.”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: