Romance sensacional e histórias de crime no Rio de Janeiro de início do século XX (Ana Gomes Porto)

“O sucesso das histórias de crime era visível. Os periódicos publicavam, entre os mais diversos folhetins, romances traduzidos ou originais que versavam sobre crimes, os quais rapidamente se transformavam em volume pelas coleções vendidas pelos jornais. Da mesma forma, narrativas de folhetinistas de renome (como XavieRipper-Suspects-Mainr de Montépin, Ponson du Terrail) tinham como chamariz um caso criminal no início do folhetim. De fato, bastava folhear um jornal da época para notar a presença marcante dos crimes, tanto entre o noticiário como no rodapé. Como era de se esperar, nessas narrativas o criminoso ocupava lugar central e, em muitos casos, notava-se uma preferência por personagens que poderiam ser referenciados à história. Assim, entre os criminosos célebres de Moreira de Azevedo, encontramos alguns afamados bandidos que circularam por terras brasileiras na década de 1830.”

Leia o ensaio completo

(*) Esse ensaio foi publicado originalmente na Revista Escritos, Ano 4, no. 4. Republicamos aqui, com autorização do próprio autor, com fins puramente acadêmicos.

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: