Frankenstein – O Bildungsroman marginal (Cristina Maria Teixeira Martinho)

frankenstein“(…) O mito que Mary Shelley cria é único, em sua origem, no conteúdo e na forma. O jovem cientista Victor Frankenstein reúne partes de cadáveres; e o ser resultante desta experiência única é diferente de outras criações míticas que fazendo parte do imaginário popular, como Drácula, Tarzan, Super-homem, derivam do folclore e práticas rituais comunitárias. Estes mitos dependem da participação feminina, de algum tipo de intervenção divina, de rituais mágicos ou dos nomes das diversas escrituras sagradas. A ideia de um monstro inteiramente humano é unicamente invenção da própria escritora e é singular na história literária. (…)”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: