Patágios Fúnebres: uma leitura vampírica de “Otávio e Branca” (Cid Vale Ferreira)

“(…) Em sua “primeira mocidade”, João Cardoso ouviu estarrecido o jurisconsulto Antônio Joaquim Rigothic-castle-17209bas narrar-lhe Leonor, balada terrífica de Gottfried August Bürger que teve longa sequela em autores como Matthew Lewis, responsável por imbuí-la no imaginário gótico inglês. Disposto a se embrenhar pelo estilo, o santista redige Otávio e Branca ou A Maldição Materna, tragédia familiar que ecoa o moralismo macabro de Bürger numa ambientação em que abundam, da estrutura às menores filigranas, elementos típicos das narrativas góticas medievalistas. (…)”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: