O quarto na torre (E. F. Benson)

reading“(…) Lá em cima o trovão ressoou, depois uma calmaria mortal seguiu-se e eu ouvi o ruído de um movimento aproximando-se de mim e, ainda mais assustador que isso, senti um mau cheiro de podridão. Então uma mão encostou no lado da minha garganta e, pertinho da minha orelha, ouvi uma respiração acelerada e curta. Embora eu pudesse percebê-la pelo toque, pelo cheiro, pela visão e pela audição, eu sabia que essa coisa não era desse mundo, mas algo que, apesar de ter deixado o corpo, tinha o poder de se manifestar. Nesse momento, uma voz, familiar para mim, falou:

— Eu sabia que você viria ao quarto na torre — ela disse. — Estou esperando você há muito tempo. Finalmente você veio. Esta noite eu vou me deleitar, depois de muito tempo nos deleitaremos juntos. (…)” (Tradução de Felipe Antunes)

Leia aqui o conto completo, em inglês

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: