O lugar do horror na literatura (Jorge Fernando Barbosa do Amaral)

“O desenvolvimento das reflexões acerca do horror gera a necessidade de que shqdefault-1e faça uma breve apreciação acerca do papel do Feio como potencial estético. Em princípio, deve-se distinguir (sem entrar no mérito das questões qualitativas) a ‘arte feia’ da ‘arte do feio’. A primeira pressupõe a mera rudimentarização das manifestações artísticas. Algo deficiente e mal realizado. Já o segundo caso diz respeito à valorização consciente das formas para a caracterização do Feio. Aqui, o Feio se opõe ao Belo apenas no âmbito dos direcionamentos estéticos. Neste caso, o Feio possui suas próprias formas de organização na constituição particular de beleza. Aristóteles, ao falar do ofício de imitação da Natureza pela Arte, ressalta a natural inclinação que o homem pode ter pelas imagens repugnantes: (…)”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

2 respostas para “O lugar do horror na literatura (Jorge Fernando Barbosa do Amaral)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: