Um convite ao excesso: monstruosidade e perversão em “O Baile do Judeu”, de Inglês de Sousa (Raphael Camara)

“(…) Talvez o ambiente que melhor se encaixe nesta descrição seja a Amazônia.baile-campos-eliseos_1865 Suas terras inexploradas, tribos exóticas, animais ferozes, enfermidades desconhecidas e obstáculos terríveis que a própria natureza proporciona são fonte de mistério e maravilhamento, abrindo um amplo leque de possibilidades a serem exploradas pelos ficcionistas. De fato, boa parte dos seres fantásticos e mitos populares de nossa cultura parecem encontrar moradia exatamente nas regiões que abrangem a Amazônia, tornando-a local ideal para inúmeras narrativas que possuam o sobrenatural como tema. (…)”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: