Ecos da Pulp era no Brasil: “O monstro e outros contos”, de Humberto de Campos (Ana Carolina de Souza Queiroz)

“(…) O aspecto fluido da narrativa pode logo ser percebido. O modo como o narrador não ambiesqueletos-modelos-99enta o leitor de forma alguma, em relação ao espaço, época ou tempo, também é um traço típico nas histórias Pulp. O início tem como função fornecer apenas uma breve introdução: mostrar o personagem e quem ele é, para depois desenrolar um dramático evento na vida do mesmo. A rapidez da narrativa tem esse como um dos fatores de origem: perante os outros aspectos da história, como o terror e o drama dos acontecimentos, não muito importa os pensamentos dos personagens ou quando se dá o desenrolar dos fatos. O mais importante não é descrever de modo intenso e extenso o caráter psicológico ou físico das pessoas, tampouco o lugar ou o mundo onde eles vivem. (…)”

Leia o ensaio completo

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: