Os castelos de Athlin e Dunbayne (Ann Radcliffe)

“(…) Na costa nordeste da Escócia, na parte mais romântica daquelas terras altas, erguia-se o Castelo de Athlin: uma construção sobre um rochedo que tinha sua base no mar. Era venerável por sua anti933b04edd1b688b41d16891a1c2cfb5eguidade e sua estrutura gótica, porém mais venerável pelas virtudes que encarcerava. Era a residência de uma bela viúva e dos filhos do nobre barão de Athlin, morto pelas mãos de Malcolm: um chefe vizinho, orgulhoso, opressivo e vingativo, que ainda morava com toda a pompa da grandeza feudal a poucos quilômetros do castelo de Athlin. A invasão às terras de Athlin foi o que causou a inimizade que permanecia entre os dois chefes. Brigas constantes aconteciam entre seus clãs, das quais Athlin geralmente saía vitorioso. Malcolm, cujo orgulho era ferido pela derrota de seu clã, cuja ambição era limitada pela autoridade e a grandeza encontrava rivalidade no poder no barão, concebeu por ele um ódio mortal que resistia nas paixões que naturalmente excitam uma mente como a dele, arrogante e desacostumada ao controle; e ele planejou sua destruição. (…)”

Leia o romance completo, em inglês

Anúncios

Sobre William Wilson

"Eu descendo de uma raça que se distinguiu, em todos os tempos, por um temperamento criativo e facilmente irritável; e que, desde a minha infância, provou que eu herdara por completo o caráter de minha família." Ver todos os artigos de William Wilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: